06/08/2017

SÉRGIO REIS EXPLICA MUDANÇA CONTRA TEMER: 'SERIA COMO SE EU MATASSE A MINHA SOGRA'

Integrante da base governista, o deputado Sérgio Reis (PRB-SP) foi um dos que surpreendeu o Palácio do Planalto ao votar contra o presidente Michel Temer (PMDB). Anteriormente, segundo informações da Folha de S. Paulo, ele garantiu que votaria com o governo, mas, na sessão, defendeu o prosseguimento da denúncia com o argumento de que "o povo não aguenta mais". "Votar contra seria como se eu matasse a minha sogra e pedisse para só ser julgado um ano e oito meses depois", justificou. No pronunciamento da defesa, o advogado Cláudio Mariz de Oliveira perguntou se os parlamentares indignados não podiam esperar que Temer concluísse o mandato, em janeiro de 2019, para enfim ser investigado e julgado . O pedido foi aceito pela Casa Legislativa, que decidiu arquivar a denúncia. De acordo com a publicação, colegas de Reis explicaram que sua mudança de atitude se deve a transmissão ao vivo feita pela imprensa. "O pessoal não aguenta a pressão da TV Globo", resumiu.

Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário:

NOVA FUNÇÃO DO WHATSAPP DEVE REDUZIR MENSAGENS INÚTEIS EM GRUPO

Uma  nova funcionalidade  testada pelo  WhatsApp  quer permitir que uma mensagem postada no grupo seja respondida de  modo privad o. D...