24/04/2018

Câncer é a principal causa de mortes em 11 cidades no RN, diz pesquisa São José de Campestre é cidade onde mais se morre por câncer, no RN (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)


São José de Campestre é cidade onde mais se morre por câncer, no RN (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
São José de Campestre é cidade onde mais se morre por câncer, no RN (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
O câncer tem sido a principal causa de mortes em 11 cidades, no Rio Grande do Norte. A informação é de uma pesquisa publicada pelo Observatório de Oncologia, que monitora dados sobre câncer no país, em parceria com o Conselho Federal de Medicina. O estado seria o segundo do Nordeste entre aqueles em que a doença é a principal causa de morte entre a população.
São José do Campestre, município localizado a 110 quilômetros de Natal, lidera o ranking no território estadual com mais mortes por câncer entre seus habitantes. Somente em 2015 foram 18 óbitos em virtude da doença.
Nos anos seguintes o câncer permaneceu mortal em São José de Campestre, mas reduziu quase pela metade nos anos seguintes: 10 mortes em 2016; nove mortes em 2017; e três mortes até o momento, em 2018, apontou o estudo.
Uma das pessoas que sofreram e ainda sofrem com o câncer é a agente de saúde Maria das Dores de Souza, moradora exatamente do município interiorano do estado. Ela descobriu em 2015 que tinha câncer de mama, mas após vencer a luta contra a doença, novamente foi acometida, desta vez nos rins.
“Morro de medo pelos meus filhos porque por parte de pai e mãe a gente já teve. O pai chegou a falecer e eu estou, graças a Deus, vencendo. Venci o de mama e, três anos depois, venci o de rim. Mas é assustador”, relatou ela à reportagem da Inter TV Cabugi.
Mais de três mil mortes em 2015
No Rio Grande do Norte, 3.158 pessoas morreram em virtude de algum tipo de câncer em 2015. A maioria das vítimas tinha faixa etária de 70 a 79 anos: 746 delas, ou 23,6% do total. O estudo do Observatório de Oncologia também aponta que mais da metade dos potiguares que morreram naquele ano eram do sexo masculino: 1.627, o que representa 51,5% do total. O público feminino ficou com 48,5%, (em número absolutos: 1.531 vítimas).
Juntamente com São José do Campestre estão mais dez cidades onde o câncer mata mais do que outras variáveis: Messias Targino, com nove mortes em 2015; Ouro Branco, Parazinho, Rafael Fernandes e Senador Elói de Souza, com sete mortes cada; Pilões e Serrinha dos Pintos, com seis óbitos em cada; Pedra Grande, com cinco mortes; e Santana do Seridó e Taboleiro Grande, ambos com duas mortes por câncer cada. 

*G1 RN

Nenhum comentário:

Fátima Lula diz que vai ‘escancarar as portas’

“Estarei com as portas escancaradas para os empresários e para a FIERN”. A garantia foi dada pela senadora  Fátima Bezerra,  candidata ...