POR QUE VENHA-VER /RN? VAMOS CONHECER UM POUCO DESSA HISTORIA





Venha-Ver é um município brasileiro no interior do estado do Rio Grande do Norte. Localiza-se na região do Alto Oeste Potiguar, bem como na mesorregião do Oeste Potiguar e na microrregião da Serra de São Miguel, além de estar localizada a oeste da capital do estado, distando desta 463 quilômetros. Ocupa uma área é de 71,622 km², dos quais apenas 0,3682 km² são de áreas urbanas. A população do município estimada no ano de 2011, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, é de 3 852 habitantes, o que classifica Venha-Ver como o 136° município mais populoso do Rio Grande do Norte (em 167 municípios) e o antepenúltimo de sua microrregião (superando apenas Major Sales e Água Nova).


Situado no extremo oeste potiguar, a sede tem uma temperatura média anual de 28,1°C e na vegetação do município há a predominância da caatinga hiperxerófila e da floresta caducifólia. Em relação à frota de veículos, em 2010 foram contabilizados 351 unidades. Com uma taxa de urbanização de 31,18% (2010), o município contava, em 2009, com apenas um estabelecimento de saúde. O seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,544, considerado como médio pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o menor de todo o estado do Rio Grande do Norte.

O município de Venha-Ver foi emancipado de São Miguel na década de 1990. A versão de sua etimologia é contada de várias formas por antigos. A instalação oficial do município ocorreu em 1º de janeiro de 1997, data da posse do primeiro prefeito municipal, Expedito Salviano. Com uma população predominante católica, o município possui pontos turísticos conhecidos e visitados por turistas de diversos lugares, como o Marco das Três Fronteiras e o Santuário Frei Damião, além de ser sede do Venha-Ver Esporte Clube, tradicional clube esportivo do município.

A comunidade de Venha-Ver foi originada por duas famílias: uma de judeus e outra de holandeses.

Uma explicação para a origem do termo "Venha-Ver" é contada por mais antigos. Dentre elas, a mais falada e mais conhecida por patriarcas se refere a um namoro entre uma filha de um fazendeiro e um de seus escravos. O fazendeiro ficou descontente com essa amizade, mandando sua filha para uma outra região. Algum tempo depois, esse fazendeiro foi à procura de sua filha em uma manhã, no dia de sua partida, quando recebeu de uma de suas escravas a informação de que sua filha estaria proseando com o namorado. O fazendeiro não acreditou na conversa, por isso, a escrava que havia contado essa história chamou a filha do fazendeiro para comprovar que a informação era verdadeira. A escrava, enfrentando o patrão revoltado, disse Venha ver. Algum tempo depois, esse povoado passaria a se chamar de "Venha-Ver".

Outra explicação para a origem do nome é relacionada aos fortes traços de cultura judaica (praticada inconscientemente pela população, que descende principalmente de cristãos novos), e é descrita como uma provável fusão da forma verbal "vem" (forma conjugada da terceira pessoa do singular do presente do indicativo da forma verbal vir, em língua portuguesa) com o termo hebraico “chaver” (que se pronuncia ráver), cujo significado é amigo, companheiro. Ao longo do tempo, Venha-Ver foi sobressaindo entre as comunidades pertencentes a São Miguel, crescendo na produção agrícola e a nível populacional.

Algum tempo depois, o povoado passaria a se chamar "Venha-Ver", experimentando um crescimento gradativo por causa da força de sua população. Em 12 de agosto de 1963, a lei estadual nº. 2903 cria o distrito de Padre Cosme (que corresponde hoje ao município de Venha-Ver), pertencente ao município de São Miguel. Finalmente, em 26 de junho de 1992, o distrito de Padre Cosme ganhou autonomia política, através da lei estadual nº 6.302, desmembrando-se do município de São Miguel e tornando-se município do Rio Grande do Norte, com o nome de Venha-Ver. Entretanto, a instalação oficial do município só ocorreu em 1997, com a posse do primeiro prefeito do município, Expedito Salviano, eleito para o cargo em 1996 e reeleito em 2000. Em 2004, foi eleita a primeira mulher prefeita do município, Maria do Socorro Pessoa Fernandes. Em 2008, o ex-prefeito Expedito Salviano foi novamente eleito e reconduzido ao cargo em 1º de janeiro de 2009, sendo prefeito até os dias atuais.




















                            








Nenhum comentário:

NASCIMENTO DE CRIANÇAS COM DOWN DEVERÁ SER NOTIFICADO A ENTIDADES ESPECIALIZADAS

Projeto de Lei propõe que os hospitais sejam obrigados a comunicar entidades capacitadas de modo a assistir as famílias Texto visa garantir...