15/05/2021

TRÊS CPIS NO RIO GRANDE DO NORTE (RN)

 


Caso seja criada a CPI do Covid-19 para investigar a utilização de recursos do Governo do Estado na Pandemia, teremos três CPIs em andamento no Rio Grande do Norte (RN).

Terão que ser reativadas também outras duas CPIs:

  • A CPI das Ambulâncias, apresentada em setembro de 2020 pelo deputado Gustavo Carvalho (PSDB), com assinatura de outros oito deputados, para investigar o aluguel de ambulâncias pelo Governo do Estado na pandemia;
  • A CPI da Arena das Dunas, foi instalada em 29 de maio de 2020, por proposição do então deputado Sandro Pimentel (PSOL), com o objetivo de investigar o contrato do Governo do Estado com a Arena das Dunas. Uma auditoria da Controladoria Geral do Estado apontou um prejuízo de R$ 421 milhões ao Estado.

Essas duas CPIs estão suspensas por decisão do plenário da Assembleia Legislativa. A alegação é de que a Comissão Parlamentar de Inquérito precisa ouvir testemunhas presencialmente e o isolamento social impede a execução dessa atividade.

Sendo instalada a CPI da Covid-19 com o entendimento de sistema híbrido ou virtual, as outras duas CPIs saem da suspensão.

Heitor Gregório



GOVERNO DO RN ELABORA PLANO PARA VACINAR PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO EM MAIO

 


Em mais uma iniciativa visando a volta às aulas presenciais na rede pública prevista no Decreto 30.562, o Governo do Estado começou a elaborar o plano de vacinação dos profissionais da Educação no Rio Grande do Norte. Os detalhes preliminares do processo, que tem como parâmetro a Deliberação 1.689/2021 da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), foram apresentados à governadora Fátima Bezerra e ao vice-governador Antenor Roberto nesta sexta-feira (14). A previsão da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap) é de que a vacinação seja iniciada na segunda-feira, 24 de maio.

Assinada pelo titular da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), Cipriano Maia, e pela presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do RN, Maria Eliza Garcia, a Resolução cita a dificuldade da rede pública educacional de avançar nas ações de ensino a distância e, diante do inquérito sorológico segundo o qual 18% das crianças testadas apresentaram contado com o vírus, a comissão considera imprescindível a imunização de trabalhadores e trabalhadores em creches, pré-escola, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizante e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O Rio Grande do Norte segue iniciativas de outros estados, como São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo. Desde que foi aprovado o plano nacional de imunização contra a Covid-19, a governadora professora Fátima Bezerra vem defendendo o reposicionamento dos trabalhadores em Educação na lista de prioridades da vacinação.

“É algo muito importante, diante da necessidade de reabertura das escolas. E nossa defesa tem sido, desde o início, a importância da imunização dos trabalhadores e trabalhadoras em educação para uma retomada das aulas presenciais de forma segura para todos. "Lutamos incansavelmente, desde o ano passado, para incluir os profissionais de educação como prioritário no Plano Nacional de Imunização (PNI). E prometi que não descansaria enquanto não conseguíssemos incluir esses profissionais. E isto se justifica pela importância da educação. Lembro que, junto aos demais governadores, chegamos a enviar carta aos ministros da Saúde e da Educação com essa solicitação de inclusão. Vitória da cidadania e da dignidade!”, disse a governadora Fátima Bezerra.

Pela proposta, serão utilizadas 12.355 doses da reserva técnica do Estado, considerando as fases D1 e D2, da vacina Oxford/Astrazeneca. Inicialmente terão prioridade os trabalhadores da educação da rede pública municipal e estadual, compreendendo professores e professoras que atuam em sala de aula, seguindo o escalonamento por idade de forma decrescente. Posteriormente serão contempladas as demais categorias laborais que exercem atividades nas dependências das unidades escolares públicas, tais como merendeira, pessoal administrativo, porteiros e ASG. Na etapa seguinte serão imunizados os trabalhadores da rede privada.

"Como não temos vacinas para todo mundo nesse primeiro momento, a ideia é começar pelos professores da rede pública porque os alunos não tem ferramentas tecnológicas suficientes que permitam esse ensino a distância", explicou Kelly Lima, coordenadora de vigilância em Saúde da Sesap. Ela disse que a vacina será aplicada no município em que o trabalhador da educação reside, mediante comprovação de vínculo empregatício.

Na tarde de hoje (14), a Sesap encaminhou ofício ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, solicitando a ampliação de doses de vacina contra a Covid-19 para contemplar os trabalhadores da educação no Rio Grande do Norte.

*ASSECOM-RN

VENHA-VER DIVULGA PROGRAMAÇÃO 18 DE MAIO - DIA NACIONAL DE COMBATE AO ABUSO E À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES


🌼 FAÇA BONITO 🌼


Na próxima segunda-feira (17), a Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Comunitário irá realizar uma live para debater sobre o Combate ao Abuso e à Exploração contra Crianças e Adolescentes.
Essa transmissão irá acontecer em nossas redes sociais e é de suma importância a participação de todos, visto que, trata-se de um assunto essencial e muito decorrente nos dias atuais.
A transmissão terá início às 09h, contará com o apoio do CRAS, SEMAS, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Conselho Tutelar e Criança Feliz, fiquem ligados!
Facebook: Prefeitura de Venha-Ver
Instagram: prefeituravenhaver

10/05/2021

PREFEITO DR. CLEITON CONQUISTA EMENDA PARLAMENTAR E GARANTE UMA AMBULÂNCIA SEMI-UTI PARA O MUNICÍPIO DE VENHA-VER


Além da conquista da ambulância o gestor adiantou a nossa reportagem que o deputado João Maia destinou também emenda direcionada para pavimentação de calçamentos na zona rural de Venha-Ver.



O prefeito de Venha-Ver no Alto Oeste Potiguar, Dr. Cleiton Jácome esteve na tarde desta segunda-feira (10) reunido com o Deputado Federal João Maia para tratar de parcerias e benefícios para seu município, na oportunidade o gestor conseguiu recursos com deputado dentre eles para compra de uma ambulância Semi-UTI para reforçar a frota de veículos da Secretaria Municipal de Saúde que será utilizada para remoção de pacientes do município.

O prefeito Dr. Cleiton agradeceu o empenho do deputado e disse que a ambulância chegará para qualificar a frota da secretaria de Saúde e atender uma demanda importante que é o transporte de pacientes para hospitais de Pau dos Ferros, Mossoró e Natal.

Além da conquista da ambulância o gestor adiantou a nossa reportagem que o deputado João Maia destinou também recursos para a saúde e emenda direcionada para pavimentação de calçamentos na zona rural de Venha-Ver. O prefeito comentou que a aplicação dos recursos levará para as comunidades rurais melhores condições de mobilidade.



BLOG  FABIO KAMOTO

CRONOGRAMA DE VACINAÇÃO A PARTIR DE JUNHO PODERÁ “TER ALGUM IMPACTO” COM ATRASO NA LIBERAÇÃO DE INSUMO DA CORONAVAC, DIZ DIRETOR DO BUTANTAN

 


Foto: Reprodução/G1

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse nesta segunda-feira (10) que a lentidão e incerteza na liberação do insumo da vacina CoronaVac podem afetar o cronograma de vacinação no país a partir de junho.

O Instituto é parceiro do laboratório Sinovac, e responsável pela etapa final de produção da vacina no Brasil.

Nesta segunda (10), o Instituto entregou 2 milhões de doses da vacina ao Ministério da Saúde. Duas novas remessas serão feitas até o final desta semana.

Após os envios, o Instituto precisa receber a matéria-prima para conseguir retomar o envase, que foi suspenso na última quinta (6).

“A partir daí não teremos mais vacina porque não recebemos o IFA para que isso possa ser processado. Situação parecida com essa também é enfrentada pela Fiocruz [responsável pela vacina de Oxford/AstraZeneca]. Que também não teve seu IFA liberado. Preocupa para o cronograma de vacinação, não neste momento, mas a partir de junho, que poderá sofrer algum impacto”, disse Dimas Covas.

Com o envio desta segunda (10), o total de vacinas oferecidas por São Paulo ao Plano Nacional de Imunizações (PNI) chega a 45 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro.

Na quarta (12), serão destinadas mais 1 milhão de doses e, na sexta (14), 1,1 milhão. Os novos lotes foram envasados com insumo recebido pelo Butantan em abril.

As novas entregas permitirão ao Instituto concluir o primeiro contrato firmado com o governo federal para o fornecimento de 46 milhões de doses, que sofreu atraso de algumas semanas após problemas com a entrega de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) vindos da China.

10 mil litros de insumo à espera

O governador João Doria (PSDB) esteve na sede do Butantan nesta manhã e acompanhou o carregamento dos caminhões. Durante coletiva de imprensa, Doria e Dimas Covas voltaram a criticar as falas do presidente Jair Bolsonaro em relação ao governo chinês.

Segundo Doria, cerca de 10 mil litros de insumo produzidos pela Sinovac aguardam liberação para serem enviados ao Brasil.

“Já existem 10 mil litros de insumos prontos na Sinovac aguardando autorização do governo da China para embarque, e cada vez que manifestações são feitas aqui de forma desagradável em relação à China, isso cria dificuldades claramente a autorização do governo chinês para o embarque desses insumos para o Brasil”, afirmou Doria.

“É muito claro que há uma limitação determinada pelo governo da China dadas as circunstâncias das constantes manifestações inapropriados inadequadas e absolutamente inoportunas do governo brasileiro através das suas autoridades”, disse o diretor Dimas Covas.

Na semana passada, Dimas Covas havia alertado sobre o risco de o país ficar sem receber o insumo e que tal problema seria consequência das declarações desastrosas da gestão Bolsonaro.

A China é fornecedora de insumos para a produção tanto da CoronaVac, do Instituto Butantan, como da vacina de Oxford, produzida pela Fiocruz.

A CoronaVac representa mais de 75% das vacinas aplicadas no país.

Cronograma de produção

Até nas próximas semanas, o Butantan deve receber um novo lote de insumo para retomar a produção da CoronaVac.

Segundo o Butantan, foi solicitado à Sinovac o envio de 6 mil litros, que daria para produzir aproximadamente 10 milhões de doses. Entretanto, o diretor do Instituto disse que ainda não sabe quantos litros do insumo serão enviados.

“Não temos definição da liberação na China. Existe a expectativa de 4 mil litros e esperamos que até quarta-feira (13) tenhamos uma notícia positiva. Temos trabalhado intensamente com a Sinovac e com a embaixada aqui no Brasil, mas a situação é a mesma da sexta-feira da semana passada. Aguardamos autorização para embarque e, portanto, a chegada, se isso acontecer até o dia 18”.

Do montante pedido, 3 mil já deveriam ter sido entregues no final de abril, mas não foram liberados no prazo por conta de questões burocráticas do sistema de exportação chinês.

G1

COVID-19: NATAL (RN) INICIA VACINAÇÃO DE PESSOAS SOROPOSITIVAS PARA HIV/AIDS


Nesta segunda-feira (10), a Prefeitura de Natal (RN) iniciou a imunização contra Covid-19 das pessoas soropositivas que vivem com HIV/Aids. De acordo com estatísticas da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), cerca de seis mil pessoas compõem esse público prioritário na cidade. A vacina administrada é a Pfizer e quem estiver apto a se vacinar (soropositivos de 18 a 59 anos, vivendo com HIV/Aids) pode se dirigir a quatro locais: Serviço de Atendimento Especializado (SAE) Natal, Ambulatório Municipal de Transsexuais e Travestis (Ambulatório TT), Policlínica Zona Norte e no Hospital Giselda Trigueiro, entre os dias 10 e 14 de maio, das 08h às 15h.

O lançamento de mais essa fase de vacinação aconteceu no Serviço de Atendimento Especializado (SAE), no Alecrim, e contou com a presença da secretária municipal Igualdade Racial (Semidh), Yara Costa, e da diretora do Departamento de Vigilância em Saúde da SMS, Juliana Araújo. A movimentação começou logo cedo e a procura pela vacina foi intensa. Apesar da grande movimentação, os atendimentos aconteceram de forma rápida e organizada. O tempo maior de espera era para a análise da documentação necessária. Nessa fase da campanha, as pessoas que vivem com HIV/Aids devem levar declaração impressa do Sistema de Controle Logístico de Medicamentos (SICLOM), comprovante de residência de Natal, cartão de vacinação e documento com foto. Além disso, é necessário não estar com sintomas gripais ou de outra infecção aguda recente para tomar a primeira dose.

Gisele Dantas era uma das mais emocionadas. Militante da causa, há 28 anos ela é soropositiva e aguardava ansiosa na fila pela chegada da sua vacinação. Na espera, ela contou que passou seis meses em casa, sem pisar na rua e agora, recebendo a primeira dose fala sobre as novas perspectivas que se abrem em sua vida: “Não tive como conter as lágrimas. Essa é uma conquista histórica para todas as pessoas com HIV/Aids. Estávamos todos apreensivos e angustiados, mas depois de muita luta e articulação chegou a nossa vez. É imensurável a minha emoção. É momento também de lembrar de todos que perderam suas vidas, aguardando a imunização. Precisamos manter todos os cuidados e continuar cobrando que a vacina chegue para todos”, destacou.

A Prefeitura de Natal mostrando o seu compromisso e cuidado com a população soropositiva que vive com HIV/Aids, autorizou a vacinação de quem tem de 18 a 59 anos e está inserido nesse público alvo: “Muitos municípios estão restringindo a aplicação por faixas etárias. Natal saiu na frente e permitiu um público alvo maior. É a sensibilidade da gestão, entendo que as pessoas que vivem nessa condição são bem mais suscetíveis e devem ter prioridade na imunização. Sempre tivemos um diálogo franco e aberto com os gestores da SMS e nessa campanha de imunização não foi diferente”, disse Marcos Belarmino, representante da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids no RN (RNPRN).





POLÍTICA BOLSONARO RECUPERA PARTE DA POPULARIDADE MESMO COM CPI, MOSTRA PESQUISA ATLAS


Foto: Pablo Jacob/Ag O Globo

Pesquisa nacional da Consultoria Atlas divulgada nesta segunda-feira mostra que, mesmo em meio à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, o presidente Jair Bolsonaro recupera parte da popularidade perdida nos meses anteriores.

No levantamento feito entre os dias 6 e 9 de maio, o percentual dos que avaliam o governo Bolsonaro como ótimo ou bom subiu de 25% para 31% na comparação com março. Na contramão disso, o grupo de quem o avalia como ruim ou péssimo recuou de 57% para 53%. Outros 15% classificam como regular.

O Atlas também pergunta aos entrevistados se aprovam ou desaprovam o desempenho do presidente, questão sem o oferecimento da alternativa intermediária equivalente ao regular. A aprovação avançou de 35% para 40% desde março. A desaprovação caiu de 60% para 57%.

Nesta rodada, o Atlas colheu 3.828 respostas de eleitores em todo o país por meio de um questionário online aplicado via convites randomizados. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Valor

TRÊS CPIS NO RIO GRANDE DO NORTE (RN)

  Telegram WhatsApp Twitter Facebook LinkedIn Email Pinterest Compartilhar Caso seja criada a  CPI  do  Covid-19  para investigar a utilizaç...