28/04/2018

PAPA AFIRMA QUE CIÊNCIA DEVE TER LIMITES PARA O BEM DA HUMANIDADE



O papa Francisco afirmou neste sábado (28) que a ciência deve respeitar limites pelo bem da própria humanidade e que nem tudo é aceitável eticamente.
As declarações do pontífice foram dadas após o desligamento das máquinas que mantinham vivo o bebê britânico Alfie Evans, de 23 meses, e que sofria de uma doença cerebral degenerativa.
O desligamento foi determinado pela Justiça do Reino Unido. Os pais do bebê, apoiados pelo papa, eram contra a medida. O bebê morreu na manhã deste sábado (28).
No Twitter, o papa lamentou a morte do bebê.”Fiquei profundamente tocado pela morte do pequeno Alfie. Hoje rezo especialmente por seus pais, enquanto Deus Pai o acolhe com seu afetuoso abraço”.
Fiquei profundamente tocado pela morte do pequeno Alfie. Hoje rezo especialmente por seus pais, enquanto Deus Pai o acolhe com seu afetuoso abraço.
No começo da semana, o papa também disse na rede social que renovava seu apelo pelos pais da criança. “Emocionado pelas orações e pela grande solidariedade em favor do pequeno Alie Evans, renovo meu apelo para que seja ouvido o sofrimento de seus pais e seja satisfeito seu desejo de tentar novas possibilidades de tratamento”



*Robson Pires


Nenhum comentário:

Brasileiros podem ver chuva de meteoros na madrugada deste domingo

Por  Robson Pires , em Notas O cometa Halley, ou Halley 1P, na designação científica, é um dos poucos corpos celestes que podem...