25/05/2017

Ocupa Brasília termina com feridos, prédios depredados e capital sitiada pelas Forças Armadas


 

Tarde de caos e tensão em Brasilia. Como resultado, os ministérios da Agricultura, Planejamento e da Cultura foram incendiados, vários outros foram depredados, diversos manifestantes ficaram feridos e, na Câmara, parlamentares quase se estapearam. Na sequência, o presidente da República, Michel Temer (PMDB), publicou decreto que autorizou o uso das Forças Armadas para “restaurar a ordem”. Pelas contas da Central Única dos Trabalhadores (CUT), passaram pela Esplanada, no ato intitulado #OcupaBrasília, cerca de 200 mil pessoas, muitas vindas de outros locais do país. Já nas contas da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal 45 mil pessoas participaram das manifestações (veja abaixo nota com o balanço mais atualizado feito pela SSP-DF).
https://t.dynad.net/pc/?dc=5550003218;ord=1495702135565
A Esplanada dos Ministérios foi palco de cenas de guerra e terror durante confronto entre policiais, que não hesitaram em reagir, e manifestantes, que mascarados tentaram ultrapassar a barreira dos PMs sem ser revistados. Diante do cenário de depredação e vandalismo, ministérios foram esvaziados. Até o início da noite, pelo menos sete pessoas foram detidas e cerca de 50 ficaram feridas – entre manifestantes e policiais militares.

Os milhares de manifestantes que marcharam desde o estádio Mané Garrincha até o Congresso Nacional protestavam contra as reformas Trabalhista e da Previdência e em defesa de eleições diretas antecipadas para presidência da República. O caos se instalou logo no início da tarde.


Continue lendo AQUI 

Nenhum comentário:

APÓS 200 MIL PERÍCIAS, GOVERNO CANCELA 180 MIL AUXÍLIOS-DOENÇA, DIZ MINISTÉRIO

O governo decidiu cancelar 180 mil auxílios-doença e prevê economizar R$ 2,6 bilhões por ano, segundo levantamento do Mini...