25/06/2017

A ESPINHA DORSAL DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA PODE ESTAR SE DESMANCHANDO


previdencia_inss
Por ser impossível saber até se o dia de amanhã será mesmo o dia de amanhã no Brasil, é difícil acreditar que no passo atual o Congresso aprovará a reforma da Previdência no segundo semestre, o novo prazo estipulado pelos articuladores do governo.
Esquecem-se eles de que não dá para fixar prazos para nada, especialmente agora. A delação do corretor Lúcio Funaro está para começar a pipocar por aí. Em paralelo, a ação contra o presidente Michel Temer por parte do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, talvez a conta-gotas. Uma para crime de corrupção passiva, outra para obstrução aos trabalhos da Justiça e, quem sabe, uma terceira para organização criminosa.
É uma estratégia que poderá atrapalhar muito a vida de Temer no Congresso. Ações em separado podem ser apreciadas em conjunto pela Câmara, quando a Casa for chamada a dizer se autoriza ou não o STF a abrir o processo? Ou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), terá de formar uma comissão especial para cada tipificação de crime? Sempre haverá uma interpretação regimental diferente, recursos à própria Câmara e ao Supremo, tudo com potencial para atrasar as coisas e piorar a crise.


*XERIFE

Nenhum comentário:

CAPITÃO STYVENSON REALIZOU PALESTRA EM NOSSA RIACHO DE SANTANA COM GRANDE PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE ESCOLAR

Aconteceu na manha de hoje(25) no Centro Cultural Valdemar Fernandes em nossa Riacho de Santana uma palestra realizada pelo Capitão ...