23/06/2017

GOVERNO PRIORIZA DENÚNCIA


À espera da Procuradoria-Geral da República, os principais aliados do presidente Michel Temer (PMDB) afirmam, nos bastidores, que o Governo não pode abrir duas frentes na Câmara em busca de votos – no caso, para a rejeição da provável denúncia e, ao mesmo tempo, para a reforma da Previdência.
Para os auxiliares do presidente, Temer irá priorizar, agora em julho, os votos para derrubar a denúncia, que servirá de termômetro para a reforma da Previdência. Os deputados aguardam o teor da denúncia para saber se o Governo terá “oxigênio”, fôlego para conseguir votos para duas pautas polêmicas no próximo semestre, principalmente a um ano da eleição, em que vão buscar renovar seus mandatos.



*XERIFE

Nenhum comentário:

PLANO ESTRATÉGICO PARA O TURISMO DO RN

Uma das principais ações voltadas ao turismo potiguar dos últimos anos será apresentada em primeira mão nesta quinta-feira (27) duran...