05/12/2016

TRÊS PADRES SE SUICIDAM EM 15 DIAS; PSICÓLOGA EXPLICA SÍNDROME


Mês passado, num espaço de duas semanas, três padres — o baiano Ligivaldo, o mato-grossense Rosalino e o mineiro Renildo — se suicidaram. As idades variavam entre 31 e 37 anos. Uma pesquisa de 2012 revelou que o ofício de padre está entre as profissões mais estressantes, na frente de policiais. Essa depressão no meio de padres e pastores vem sendo exaustivamente estudada pela psicóloga clínica Luciana de Almeida Campos e será tema do seu livro “A dor invisível: A síndrome de Burnout e depressão entre os religiosos”. A informação é destaque no Ancelmo Góes.
A autora conta que se deparou, por exemplo, com pastores que, em razão da depressão, abandonaram o pastorado, mudaram de religião, migrando para o candomblé, ou viraram ateus. “Tenho acompanhado a sobrecarga dos religiosos com seus afazeres, pois, ao contrário do que muitos pensam, a vida deles é bastante difícil.” Luciana acentua a solidão dos religiosos como ponto delicado no “incremento do adoecimento”. Em tempo: a síndrome de Burnout, também chamada de síndrome do esgotamento profissional, atinge pessoas com dedicação exagerada ao trabalho e quase sempre desejando serem as melhores no que fazem.






http://www.robsonpiresxerife.com/



Nenhum comentário:

OUTUBRO ROSA: CRAS DE RIACHO DA CRUZ PROMOVE III COQUETEL ROSA COM REALIZAÇÃO DE PALESTRA E ENTREGA DE KITS BEBÊS PARA GESTANTES DO MUNICÍPIO

          O CRAS de Riacho da Cruz - RN através da Secretaria Municipal de Assistência social e com apoio da Secretaria Munici...